Mais de 150 cartas foram entregues aos profissionais de saúde em Governador Valadares.

Uma ação que traz em sua essência a empatia traduzida em palavras. O projeto Cartas Solidárias mobilizou alunos do Ensino Fundamental I e II Ensino Médio do Colégio Presbiteriano que produziram mais de uma centena cartas.

As professoras aproveitaram as aulas de Português e Redação, enquanto trabalhavam o conteúdo gênero textual carta, para mobilizar os alunos e provocar uma onda de solidariedade. Como tarefa prática os estudantes foram incentivados a escrever e endereçar suas correspondências aos profissionais da saúde. “Fomos surpreendidos pela grande motivação dos alunos em homenagear esses profissionais. Alguns escreveram mais de uma carta”, destaca Polyana Franco, Diretora Pedagógica do Colégio.

Mesmo com a paralisação das aulas presenciais que foram substituídas pelas atividades remotas, conseguimos reunir um número muito significativo de cartas. O projeto Cartas Solidárias acabou mobilizando também as famílias dos estudantes, uma vez que os pais fizeram o papel de “carteiros” e foram responsáveis pela entrega das correspondências na secretaria do Colégio.

A primeira ação do Projeto foi divulgar nas redes sociais os vídeos enviados pelos alunos com a leitura das cartas. A ação chamou a atenção de vários profissionais da saúde que usaram as redes para agradecer a homenagem. As cartas foram entregues em três hospitais da cidade: Hospital Municipal, Hospital Samaritano e Hospital Unimed.

 

.